sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Depois dos 30

fiquei velha. Preocupante. Ontem fui tomar café com a melhor amiga. Por cusquices em dia, cortar na casaca, chibar a vida... Até às duas da manhã. Já nao aguentava com os olhos abertos! Vim para casa a ouvir rádio em altos berros (obrigada Muse) e lá cheguei a grande custo. Hoje rebolei para fora da cama, atrasadíssima, despachei-me a passo de caracol, cheguei atrasada ao trabalho e dois cafés já cá cantam. E eu, feita zombie. Então pah? Uma noitite? Uma amostrazita? Fraca... sou fraca e tenho vergonha.
Depois pus-me a pensar e dupliquei a minha idade novamente. Imaginem: a Crente em pleno coffee-bar, a comer tosta mista e a beber cházinho... Vá, imaginem. Pois. Velha.

7 comentários:

Prezado disse...

Hoje aconteceu-me o mesmo, já não há energia pá. Bons tempos em que me lixava todo e na manhã seguinte entrava às 9:30 no trabalho com um sorriso.

Crente disse...

Ou é da idade ou é dos gatos nos atazanarem a vida. Porque ninguém me tirou ainda o ar de miúda. Só a energia.

The Coiso disse...

Nada, nada... Estás a tirar conclusões precipitadas. :) O que está em causa não é a idade. O teu problema é "falta de ritmo de jogo" (recorrendo ao futebolês). Começasses a "jogar" mais e não te custava tanto. Esta é a teoria de um amigo meu. Segundo ele, é tudo uma questão de prática. A idade é um pormenor secundário.

Madame Pirulitos disse...

ora que nenhuma de nós vai para nova, é só o que tenho a dizer.

E bom, também me parece falta de frequência, ou ritmo, ou pedalada...
:)

só 1 mulher disse...

Falta de hábito, não idade... estamos vocacionadas para outras coisas, e algumas acabam por "cair"

Crente disse...

Vou acreditar em todos. Falta de hábito. Ou mudanças de hábito. Gosto de noitadas mas no meu lar e em dias que não são de acordar cedo no seguinte. Assim sempre posso ir descansar quando quero e as horas que preciso.
Beijos e obrigada :)

Paula NoGuerra disse...

Nem uma nem outra...sou mais da opinião que a vida muda para todos. E há alturas na vida para tudo... mas de vez enquando faz bem mudar o ritmo, nem que seja para nos sentirmos vivos cert ? ;D
Beijocas doces***