quarta-feira, 14 de julho de 2010

Brisa, em jeito de resposta...

Isto ía ser uma resposta a um comentário, mas começou a crescer desmesuradamente...

Brisa: epah mulher, tu usa o tom que te apetecer. Mi casa es su casa. Já não consigo controlar o tom também...
Nunca nos casámos. Aqui a otária aceitou ser fiadora quando achava que o senhor pai biológico do meu Mr.X era uma pessoa esforçada que tinha azares na vida. Ainda estávamos juntos. Depois de nos separarmos, andámos (eu e o banco) atrás dele para trocar de fiadores. Nunca o fez. Agora paga a pensão de alimentos de 200eur, que é quase o que pago de infantário (pago mais um bocado) - isto porque foi decretado pelo tribunal. Entretanto juntou-se com uma rapariga ha cerca de 1 ou 2 meses. Vivem juntos. Arranjou outro carro. E continua sem pagar aquela merda! É que já não sei o que fazer. Segundo o banco, ou pago a dívida ou sou "obrigada" a assinar a proposta de pagamento dele ao banco, sendo obrigada a ficar como fiadora mais uns quantos de anos.
Ontem soube também que lhe retiraram o carro no início de Junho e que desde então que anda em choraminguices com  banco. E, até à data, foi incapaz de me dizer o que fosse sobre este assunto. Nem um telefonema, nem um"olha lá..." quando vem buscar ou trazer o filho. Juro que não sei o que fazer. Neste momento nem o banco me empresta dinheiro, mesmo que eu quisesse pagar a dívida com um empréstimo, porque tenho o nome manchado no Banco de Portugal, graças ao "#%$"#. Enfim... Desculpem o desabafo...
Tenho uma semana para resolver isto e sinto-me atadíssima. Uma das hipóteses que me passa pela cabeça é ligar-lhe, mas até tenho receio do que possa vir a ouvir de desculpas esfarrapadas...

9 comentários:

Sonhadora disse...

Mas liga-lhe! Ó querida perdido por cem perdido por mil! E se ele te disser algo que não gostes faz o mesmo! Que se ele não pagar uma dívida que é dele é porque não é digno!

Vera, a Loira disse...

Agora percebi tudo perfeitamente, não sei se já o fizeste, mas acho que deverias consultar um advogado, talvez haja maneira de dar a volta a isso. Espero que consigas resolver as coisas. Há alturas da vida em que sem dúvida só nos apetece partir para a violência, a mim pelo menos apetecia-me só de ler isto.

Que nervos.
Boa sorte.

by "A Invisível" disse...

Realmente é uma situação a meu ver muito injusta para ti. Por vezes, por falta do carácter de alguns, outros que nada têm a ver, é que têm que pagar.
Beijinho e força* desejo que te apareça uma solução, para que possas ter mais paz. :)

The Coiso disse...

Perante esse imbróglio, o ideal será consultares um advogado. Eles, por norma, conseguem descortinar alternativas para situações que nós, leigos na matéria, pensamos não ter solução. Boa sorte.

PS: E se o primeiro advogado que consultares não te encontrar solução, fala com outro. São como os médicos, há uns que dizem que um gajo tem 2 meses de vida e há outros que te conseguem curar! Falo por experiência própria :)

Sonhadora disse...

A nível de empréstimos bancários não há qualquer hipótese. Porque ela é fiadora e é, terá de ser ela a pagar em caso de não pagamento por parte dele. Já passei por uma situação dessas, não há volta a dar. E no meu caso ele não pagou e eu é que me estou a lixar neste momento... :S

Crente disse...

Eu já falei com o advogado. A única parte "boa" é poder ir atrás dele buscar o dinheiro que me ficará a dever, caso eu arranje maneira de pagar a dívida. Mas escapar às "minhas" responsabilidades enquanto fiadora, não há hipótese. Fico é danada por ele fazer isto tudo, enrolar-me numa teia peganhenta, sabendo eu que ele tem mil e vinte maneiras de resolver isto sem me incomodar a mim. E incomoda-me ele fazer isto tudo e sair incólume, não fazendo mossa no "papel" dele enquanto pede a guarda. Não acho justo...
Porque a namorada não pede um empréstimo pessoal em nome dela? Porque a família não lhe empresta dinheiro? Porque o banco não lhe vai directamente ao salário que, embora ele diga não receber, recebe?
Não percebo...

Crente disse...

The Coiso: folgo então saber que és duro osso de roer :) Os dias não seriam iguais sem as tuas coisices!

Sonhadora: Pensava que sou eu me metia nestas alhadas... Vamos fazer um clube? ;P

Loira: Tu nem me digas nada... Conhecimentos não me faltam! Infelizmente tenho é uma consciência. Bem que ando a tentar livrar-me dela!

Invisível: juro que um dia destes temos de tomar café para me entreter um bocado.Tu e a Nirvana parecem ser um escape fabuloso! Essa boa disposição faz-me sempre sorrir!

Bjs a todos! e obrigada!

Paula disse...

A vida é complicada para muita gente... e há ainda os "espertinhos" que se conseguem safar fazendo sacanisses (como dizem os brasileiros)...

O meu ex marido colocou-me na rua com os meus dois filhos há uns anos atrás... fui obrigada a alugar um apartamento sozinha, comprar moveis sozinha, desempregada e com dois filhos pequenos...Deixou-me tb carregada de dividas das quais não tive hipoteses de me livrar...
Vendi a unica coisa que tinha em meu nome, que era o meu carrito e com um dinheirinho que recebi dos impostos conseguir alugar um espacito, arranjar moveis e RE-começar a vida sozinha...
Com muita policia, tribunais e hospitais pelo meio, decidi regressar para Portugal depois de 15 anos na Bélgica. Vivi 12 anos com um homem (pai dos meus filhos) cheio de dividas, cheguei a trabalhar entre 14 a 17 horas por dia 7 dias em 7 para ser posta na rua sem nada!

Nos dias de hoje não paga nada, não fala com os filhos, não os visita e ainda me faz ameaças...
FALEMOS DE JUSTIÇA????
NÃO HÁ!!!!!

Desculpa tb o meu desabafo querida crente mas isto é só o dedo mindinho da minha vida...

Desejo-te toda a sorte, pois eu tb luto diáriamente para me conseguir levantar da cama e seguir em frente... (não fosse eu uma sagitariana...)

Beijinhos doces****
(Mais uma vez desculpa...)

Patita disse...

Infelizmente não podemos dizer que conhecemos as pessoas.
Vais mesmo que tentar falar com ele porque é o teu futuro que está em causa, teu e o do teu filho.
E caso penses em casar fá-lo com separação geral de bens para que o teu novo companheiro não seja afectado por isto (assim os bens dele ficam salvaguardados).
Bjs