quinta-feira, 25 de março de 2010

Ontem, a caminho de casa...

X - mãe, tu és ajul, xim?
Eu - Azul?
X - xim, do pôto.
E - Sim...
X - Eu xou do menfica. O pai é do menfica. O outo pai é do menfica. E a outa mãe é do menfica.
(comecei a sentir-me sozinha no "pôto" e a tentar lembrar-me de quantas mães somos...)
E - A outra mãe?
X - Sim, a Maía de Ludes.
E - Não é tua mãe, é a minha mãe e tua avó...
X - Mas tamém é mãe.

E lá há maneira de contradizer tal facto provado?

3 comentários:

Miguel disse...

Já vi que não és perfeita!

Aliás, já sabia isso, porque perfeito não é ninguém! Mas és mais imperfeita do que não tinha pensado até aqui... porque a realidade é esta mesmo: não tinha pensado sobre isso.

Mas deixa estar, Crente.
Em todos esses personagens, nem um mais perfeito que tu... Uma tristeza!

;)

Crente disse...

Já me fizeste dar uma gargalhada sonora no local de trabalho hehehe Esta minha imperfeição assenta-me perfeitamente ;)

raquel disse...

:) delicioso. E sem duvida que o pequeno X tem toda a razão. É mãe dele duas vezes :).
delicioso!